14 de fevereiro de 2017

"Pássaros feridos" de Colleen Mccullough...


"Um dos romances mais lidos e apreciados de todos os tempos, Pássaros Feridos é uma saga de sonhos, paixões negras e amores proibidos. Passada na Austrália, percorre três gerações de um indomável clã de rancheiros cujas vidas vão ganhando contornos numa terra dura mas de grande beleza ao mesmo tempo que vão lidando com a amargura, a fragilidade e os segredos da sua família. Uma apaixonante história de amor, um intenso épico de luta e sacrifício, uma celebração da individualidade e do espírito. É sobretudo a história de Meggie e do padre Ralph de Bricassart - e da intensa ligação de dois corações e duas almas ao longo de uma vida inteira, numa relação que ultrapassa perigosamente as fronteiras sagradas da ética e do dogma."

Ora bem, adorei esta enorme história.
Primeiro porque conta a história de várias personagens da mesma família, depois porque é contada de uma maneira simples e apaixonante.
Grande parte do livro focasse na vida de Meggie desde a sua infância até à sua velhice, passando por vários momentos uns que me fizeram sorrir, outros que me deram revolta e outros em que a admirei profundamente.
Gostei muito da relação dela com o padre Ralph se bem que...
No entanto além de adorar o livro acho que a escritora peca em excesso no que diz respeito à descrição dos animais, acho que mencionar uma vez era suficiente para o leitor, pois houve momentos em que eu só pensava "rais parta os carneiros".
Quem tiver em mente em ler este livro, leiam vão gostar.