17 de março de 2017

Juro que não compreendo...

Se existe coisa que me deixa um bocadinho... que é para não dizer muito... indignada são aquelas pessoas que quando andam sozinhas são uma coisa, quando andam acompanhadas são outras, ou melhor até fazem de conta que não conhecem ninguém.
A sério???
Dizer um olá vai meter alguém na prisão?
Eu conheço muitos taxistas e bombeiros que andam lá na clínica e no hospital, é normal que quando vejo alguém conhecido diga bom dia, ou tudo bem, um comprimento formal ou as vezes quando é alguém com quem tenho mais confiança em tom de brincadeira.
Mas já no outro dia me apercebi que um taxista que costuma ser muito brincalhão e muito sociável passou com a mulher e nem um nem dois, fez de conta, hoje foi um bombeiro que costuma ir muito à clínica também ia com a mulher viu-me baixou a cabeça e fez de conta que não viu ninguém.
Eu começo a pensar seriamente... e por acaso é o caso desses dois... que falam muito, até demais mas é quando estão sozinho porque ao pé das respectivas nem um ai dizem.
Juro que não compreendo o porque de o ser humano ser assim, não mesmo, vai tirar um bocado a alguém quereis ver.