15 de maio de 2018

A vida é mesmo assim...

É uma sensação estranha quando de repente morrem vizinhos assim sem mais nem menos.
Primeiro o J. com 16 anos saiu de casa a correr e foi atropelado.
Depois o Sr. F  de 64 anos que tinha feito um arranhão na perna, não ligou nenhuma e assim de um dia para o outro morreu.
É estranho, é esquisito, dá uma sensação que nem sequer consigo explicar.
Aquelas pessoas que tu conheces, desaparecerem assim de repente sem mais nem menos.
Bem sei que essa é a lei da vida, mas ultimamente e vendo estes caso dá-me para pensar muito, pensar em como a vida pode acabar assim em segundos.
Eu sei que a morte é algo inevitável e natural, mas as vezes este assunto fica tempo demais nos meus neurónios e dá muitas voltas e deixa-me triste, tão triste.