2 de maio de 2018

Falemos então do meu aniversário...

Bem foi um bom dia, apesar de acordar bastante cansada, pois tinha ido ao tratamento à noite.
No sábado já tinha deixado tudo organizado, mesas postas, tudo quase pronto, no domingo foi só a parte mais complicada, cozinhar, mas correu tudo bem eramos 17 pessoas ao almoço e ao jantar.
Tive algumas prendinhas, umas originais e giras e uma que é melhor nem tocar no assunto, vamos passar à frente.
Tive a minha amiga J. e o namorado comigo o dia todo... gosto tanto deles... e ao fim de almoço fomos só caminhar um bocadinho para fazer a digestão.
De resto teve cá a família e foi uma festa gira.
O bolo como já mostrei além de lindo estava delicioso.
Ontem foi dia de levar bolo para o tratamento e embora fosse completamente diferente do de casa estava uma delicia super fofinho e muito gostoso, todos gostaram incluindo enfermeiros e auxiliares. 
E pronto assim cheguei aos 33.
E para quem não sabe em tempos uma das minhas médicas disse que se eu um dia chegasse aos 33 anos seria um milagre... mal ela imagina o que eu passei depois de deixar de ser doente dela, os problemas de saúde que ainda tive que ultrapassar... mas o que interessa é que estou aqui.
Os 33 eram uma meta pessoal, sempre que estava mais mal no hospital só pensava "oh meu Deus deixa-me lá chegar aos 33 por favor" e cheguei, a partir daqui que seja o que ele quiser... como sempre foi.
Escusado será dizer que ninguém me dá a idade que tenho ainda hoje uma vizinha ficou de boca aberta quando uma pessoa amiga me perguntou como era ter 33 anos, ficou a vizinha de boca aberta e a fila toda que estava no centro de saúde e só se ouvia "ah não ela deve ter 20/21, 33 anos não tem isso não", bem pelo menos algo de bom.
E pronto foi um dia muito bom.