29 de dezembro de 2010

2010 o bom e o mau...

Agora que estamos no final de 2010 e depois de muito pensar e reflectir sobre tudo o que passou eis que eu resumo o ano da seguinte maneira.
No amor:
No inicio do ano, tinha alguém, um projecto de vida a dois… pouco a pouco a desilusão foi chegando, percebi que essa pessoa afinal não era a minha felicidade, o tempo que passávamos juntos era como se alguém me estivesse a sufocar, as constantes queixas da vida da pessoa em questão começaram a “bater-me” fortemente na cabeça, como é possível uma pessoa que tem trabalho, tem família, tem saúde, tem as coisas mais importantes numa vida e passa dia atrás de dia a queixar-se… não isso não era para mim. Assim sendo, optei por aquilo que achei que seria a melhor a mais sensata opção a fazer… ficar sozinha.
Dito e feito é assim que acabo e inicio o ano.
Na saúde:
Infelizmente foi um ano muito mau, em Junho uma pequena recaída, o pior de tudo chegou em Setembro, o que no meu pensamento julgava ser uma simples gastroenterite, revelou-se algo muito mais grave, uma operação de urgência aos intestinos e a paragem total do rim… foram trinta dias de muito sofrimento, oito dias nos cuidados intensivos e os seguintes na enfermaria.
Conheci novos profissionais nesta área, excelentes pessoas, seres tão humanos e tão queridos, senti muitas vezes que as enfermeiras/enfermeiros, médicos e médicas que trataram de mim o fizeram com o maior amor e a maior dedicação. É certo que também se encontra alguns “tristes” nestas profissões mas estes nem merecem grande destaque neste local.
Sei que acabo e inicio o ano carregado de problemas de saúde, de tratamentos, exames e muito cansaço, quizas 2011 me traga um novo transplante renal… que seja quando Deus quiser!

Família:
Posso dizer com todas as letrinhas que existem que este foi o ano em que realmente bati com a cabeça contra a parede.
Não existem palavras para o sentimento que senti e sinto cada vez que penso nisso, de uma mãe a chorar numa urgência de um hospital ao ver o sofrimento da filha... de passar dia atrás de dia a correr para um hospital.
Os olhos cheios de lágrimas e os soluços do meu pai quando me viu nos dias em que a vida esteve quase no ir… são coisas que ficam para sempre na memória e no coração podem passar dias, meses, anos que eu nunca vou esquecer aquele olhar, aquelas lágrimas e aquele sofrimento… escusado será dizer que choro desalmadamente cada vez que me lembro disso.
O carinho e a dedicação do meu irmão, é como um pai para mim, devo-lhe tanta coisa que só Deus sabe.
As lágrimas das tias que também sofreram e que sempre estiveram lá, para me ajudar e para ajudar os meus pais.

Realização pessoal:
A compra do meu carrinho lindo do coração, o meu Smart, foi sem dúvida o meu grande amor deste ano, a minha paixão que amo cada dia mais.
.. Em suma, 2010 foi sem dúvidas um ano com muitas emoções, o ano em que todo o sofrimento me fez ver que os meus pais são as pessoas mais importantes deste mundo, que não existe ninguém que me ajudem e me acompanhe melhor do que eles… este ano fez-me sentir, que tenho e quero ser melhor para eles dia após dia pois eles são tudo para mim.
Foi um ano de muitas emoções sem qualquer dúvida.
Um ano em que “cresci” muito como pessoa, onde sem qualquer dúvida me tornei num ser muitíssimo mais humano e sensível... e lá está como disse no post anterior lá estou eu a chorar... aiiii