3 de dezembro de 2010

A troca do botim...

No seguimento do post de ontem, hoje lá fui eu trocar o botim.
Passo a mencionar o dialogo entre mim e a funcionária:
Eu: Bom dia menina, vinha trocar o botim pois na caixa foi um de cada numero.
Funcionária: Bom dia menina, ah esta bem então mas vai querer levar na mesma?
Eu: Sim, claro que sim, tal como lhe disse venho mesmo trocar só um botim porque o numero esta incorrecto.
Funcionária: Esta bem espere só um bocadinho, mas olhe vai ter que me dizer quem foi a funcionária que não verificou isso para eu como responsavel da loja chamar à atenção.
Eu: Não, não, esqueça isso acontece a qualquer um (mal imaginavas o que me estava a passar em mente).
Funcionária: Desculpe menina mas tem que me dizer, porque não quero que as pessoas andem a fazer o trabalho por fazer, quero que sejam profissionais e competentes não incompetentes como aconteceu.
Eu: Pois mas olhe...
Funcionária: Vá lá menina eu não vou despedir ninguém.
Eu: Olhe então já que é assim, que fique aqui entre nós (e mais 4 clientes que estavam ao lado a ouvir bem como outra funcionária), a pessoa que a menina diz que vai ter que chamar à atenção, que anda a fazer o trabalho por fazer, que não é profissional e que é incompetente como mencionou...
Funcionária: Diga menina sou toda ouvidos,
Eu: Ora essa pessoa assim tão mal "classificada" por si foi sem tirar nem por foi exactamente a menina.
A mulher ficou a olhar para mim com ar apavalhada enquanto a outra funcionária estava com um ar divertido e os quatro clientes com ar de quem tinham vontade de se rir... Engraçada engraçada estava o ar da minha mãe a olhar para a fulana a mulher só não se riu porque parecia mal.
Funcionária: Ah! Não pode ser, em tantos anos de trabalho nunca aconteceu tal coisa, verifico sempre.
Eu: Pois e eu não estou a dizer que não verificou, verificou sim senhora só não sei o que verificou uma vez que os numeros estavam mal mas olhe esqueça lá isso, mas uma vez que fez tanta questão em saber quem tinha cometido esse lapso para chamar a pessoa em questão, por favor, não se esqueça de chamar a sua propria pessoa à atenção, sim... tenha um bom dia e um bom trabalho.
Saiu da loja e a fulana continuou sem se mexer ao balcão enquanto a outra colega ria-se às escondidas.
Aiiii e eu tenho que ter uma paciência do carago, quer dizer se tivesse sido uma colega que tivesse feito isso era está e aquela mas como foi ela...
Temos pena... muita pena e alguma paciência.