25 de dezembro de 2010

Levaram-me...


“Paulo Pereira Cristóvão, em co-autoria com Susana Ferrador, traz-nos o relato na primeira pessoa da história de vida de António, um rapaz português que aos nove anos foi levado da Aldeia das Dez, em Oliveira do Hospital, por um homem que se fez passar por seu tio. O António podia chamar-se Rui Pedro Mendonça, Rui Pereira, João Teles… ou qualquer uma das crianças portuguesas desaparecidas que mais tarde se vêm a revelar vítimas de abusos sexuais. Os autores de Levaram-me recordam que Rui Pedro Mendonça e Rui Correia Pereira, desaparecidos a 4 de Março de 1998 e 2 de Março de 1999, estiveram sempre presentes na sua memória e que foram paradigmáticos da forma como operam aqueles que levam crianças para depois abusarem delas, as escravizarem e as explorarem sexualmente. A aposta foi ganha e o risco compensou. Ao analisarem as mentes dos pedófilos e as organizações onde eles se movem, os autores de Levaram-me honram, com esta obra, os guardiães do bem e todas as crianças que o deixaram de ser antes do tempo.”

Para mim foi um dos livros que até à data mais me “prendeu” e ao mesmo tempo “afectou” são tantos pormenores, tanta realidade que ultrapassa qualquer ser humano.
Considero que é um livro viciante, pois quando se começa a ler e a entrar na história mais depressa queremos ficar a saber o que vai acontecer e até mesmo como vai acabar tudo.
No início, confesso que fiquei um bocadinho “sentida” é um mundo muito particular, confesso que tinha uma noção muito leve do mundo da pedofilia… este livro ajudou-me a entender e a perceber tudo melhor.
Aconselho vivamente a que todos leiam este livro, é muitíssimo bom.