17 de junho de 2011

Less is more...

... toda a gente deve conhecer está máxima, ou pelo menos já dever ter ouvido falar dela, mas daí a coloca-la em prática vai uma grande diferença. Acho muito engraçado aquelas pessoas que querem tanto se apresentar diferentes que não se dão conta dos excessos que cometem. Ontem estava a ver um album de uma comunhão fiquei completamente pasmada com tanto excesso de mau gosto junto... da mãe do miudo claro, mas o miudo tambem mais parecia que ia para o carnaval do que outra coisa... tudo pecava pelo excesso o cabelo estava tão trabalhado que a impressão que dava era que tinha acabado de sair da caminha, a roupa é como o outro diz, cada coisa a sua idade, eu tenho 26 aninhos não vou usar roupa de uma miuda de 15 não cabe na cabeça de ninguém... ora foi exactamente isso que aconteceu a senhora vestiu-me à muidita mesmo e quando olhei para a cara optei por não me rir porque se não ia parecer mal, muito mal, estava toda emprastada de maquilhagem a cara bastante mais escura, relativamente ao resto do corpo, já para não falar do rimel esborratado, o excesso de sombra preta e lábios vermelhos... a sério ao olhar para as fotografias tive pena da senhora, quis fazer tanto mas tanto para ficar bonita e acabou com uma recordação como diz o outro horrivel mesmo, tenho para comigo que ela um dia mais tarde quando for velhinha ache piada à coisa e tire umas boas gargalhadas da figura que fez nesse dia... as pessoas nunca vão aprender... como diz o outro... que menos é sempre sempre mais.