29 de junho de 2011

Não, não, não...

... eu não disse que não gostava do moço ou que até tinha alguma coisa contra ele, o que me irrita e acredito que irrite muita gente é o sentido de oportunidade de algumas pessoas em momentos de sofrimento, e tal como disse a Inês no comentário do post anterior temo pela familia a pouca vergonha que por aí vai vir nas revistas cor de rosas e não só. Amigos que são amigos dão o seu apoio, reconfortam a familia, desculpem o termo, mas não vem cagar o que devem e não devem para a imprensa... tenho dito! Nunca fui fã do rapaz, porque nunca segui o trabalho dele ao pormenor, apenas aqueles diz que disse de revistas, mas nunca na vida seria capaz de lhe desejar a morte, nem a ele nem à pessoa que mais nojo me mete na vida, porque somos seres humanos, temos direito a viver e se cometemos erros como ele cometeu, são coisas da vida, infelizmente ele não teve a sorte de "ficar", só espero que no meio destra tragédia toda sirva de lição para muita gente que anda por aí.