4 de abril de 2017

Odeio excesso de machismo...

Ontem quando sai do tratamento tinha dois bombeiros à espera... coisa rara é sempre um... são os dois novitos vintes e tais anos, por aí.
O que costuma a vir buscar-me já o conheço, sempre muito educado e respeitador, agora o outro que veio, bastou olhar para o ar dele para perceber que ia ser uma viagem enorme e chata.
Primeiro aquele riso de exibicionismo, depois começou a contar que tinha ido para o hotel x com a fulana y que fez isto, aquilo e o outro, depois ele é que é bom que as gajas não valem nada beca, beca, beca, pardais ao ninho... um autentico show de exibicionismo sempre em alto e bom som.
Depois continuou a contar as suas aventuras desta vez quando foi comer com outra fulana e que ela deu-lhe um prejuízo enorme... e por aí fora.
Eu só vinha a pensar "é impossível, isto como homem não vale nada, o que é que ele ganha em estar armado em machão a contar estas coisas? Será que ele não sabe o que é privacidade? Será que ele acha que se falar da maneira que fala que é mais "adulto, homem"... pois fiquem sabendo que eu achei aquilo muito triste e deprimente, tão novinho, tão parvinho e com tanto machismo em cima.
Acho que nem com um par de estalos bem assente aquele fulano vai ao sitio. 
Eu acho feio as pessoas falarem... aquilo não foi falar foi exibir-se... assim da sua privacidade, tudo se quer, nem oito nem oitenta.