Avançar para o conteúdo principal

"A dúvida" de Magalhães Porto...


"Ao longo destas páginas, o autor expande uma narrativa que nos mobiliza do princípio ao fim, deixando o leitor sem vontade para atrasos de leitura.
Importa ler, chegar ao fim, de um só fôlego, E quando isto acontece num livro, cujo tema se centra tão simplesmente numa clássica história de paixão de personagens tão vulgares como um jornalista, uma prostituta, um bar, um apartamento, uma viagem e uma traição, é obrigatório saber-se porquê.
Em "A Dúvida", o autor personalizou também os lugares, as futilidades eos afectos, recriando um universo à medida do que somos. Ou seja: uma estranha geografia de sentimentos pontuados pela mágoa, alegrias infantis e pelo sortilégio das coisas efémeras."

Este livro surpreendeu-me muito pela positiva.
Confesso que inicialmente não dava "nada" por ele, mas no fim adorei.
Primeiro fala muito do Porto, ou seja, estive constantemente situada na história.
Depois a vida de Maria do Céu foi uma "chapada de luva branca".
As pessoas têm a mania de julgar as prostitutas todas da mesma maneira, eu mesma já tive esse pensamento "anda nesta vida porque querem", sim é verdade, a maior parte delas sim, mas depois existem exceções que a própria vida ajudou a dar um empurrão.
Este livro relata aquilo que o ser humano vive sempre com uma grande certeza "a dúvida" disto, ou daquilo, eu até acho que a nossa vida e no nosso dia-a-dia existe sempre um espaço para ficarmos com dúvidas sobre isto ou aquilo, o famoso e se.
Foi um livro muito intenso.
Uma história muito boa e um final surpreendente.
Foi a primeira vez que li algo do Magalhães Porto, aliás nem sequer conhecia nenhum trabalho do senhor, o livro veio parar as minhas mãos por mero acaso.
Um acaso muito agradável, isso posso afirmar.

Mensagens populares deste blogue

Post chato como a putassa ou putaça...

... não sei, escolham a que quiserem.  Desde sábado que ando arreliada e chateada, comigo mesma e não só. Já ando à 3 semanas com muitas dores no corpo, principalmente costas e pernas, arrepios de frio, mal estar, etc, etc. Feita estúpida este sábado resolvi falar com a médica da clínica a ver se me podia ajudar. Se o arrependimento matasse tinha ficado ali esticadinha no mesmo minuto em que abri a boca. "Ah vamos aumentar o peso porque anda com as tensões muito baixas e é por causa disso" disse a médica eu ainda tentei explicar que não tinha nada a ver com as tensões uma vez que apesar de estarem baixas eu tenho me sentido bem no que diz respeito às tensões e até conseguia ir abaixo do peso 400 gramas no fim do tratamento... "não, não, não, e não vamos subir porque eu é que sou a médica e é que sei". Fiquei f.... mesmo, no seu maior esplendor apeteceu-me mandar dois berros ou até mesmo arrancar as agulhas do tratamento... mas não o fiz infelizmente por uma questão de…

Olá Setembro...

Geralmente considero como um novo início. Uma nova oportunidade. Vamos ver como vai ser a partir de hoje até ao fim do ano. Setembro querido vê só o que te peço... dá-me paz, calma, sorrisos, abracinhos bons e se por algum momento houver momentos mais tristes em que eu tenha vontade de desistir tu dá-me força, fé e coragem para seguir em frente mais uma vez. Por isso Setembro sê bem vindo!!!

Adeus Maio...