Avançar para o conteúdo principal

De vez em quando acontece...

Raramente me esqueço de algo, falo no sentido de levar isto ou aquilo para algum lugar.
Pois que ontem foi dia esqueci de levar o meu saco para o tratamento onde tenho a almofada para me sentar, porque o meu rabo e costas sofrem horrores de estarem tantas hora ali naquela posição, nesse mesmo saco tenho o livro que ando a ler e um necessaire com os fones, lenços de papel, batom do cieiro e rebuçados.
Pois bem ontem com a confusão dos bombeiros e de uns telefonemas de ultima hora peguei na mochila e sai, quando estava prestes a chegar à clínica é que dei conta que me faltava o saco da almofada.
Pois bem que me insultei umas quinhentas vezes e pensei "bolas o meu livro, ando tão entusiasmada com o livro e agora vou apanhar uma seca, já para não falar que e faz falta a almofada para ficar mais confortável".
Depois lembrei-me que tinha o tablet na mochila e pensei "olha paciência, vês blogues, as notícias e umas séries sem som".
E assim foi, mas que foi um desconsolo não ter lido o meu livrinho lá isso foi.
Escusado será dizer que quando liguei para casa a perguntar se estava cá o saco disseram logo que eu andava com a cabeça no ar e blá blá blá (...)
Enfim.

Mensagens populares deste blogue

Post chato como a putassa ou putaça...

... não sei, escolham a que quiserem.  Desde sábado que ando arreliada e chateada, comigo mesma e não só. Já ando à 3 semanas com muitas dores no corpo, principalmente costas e pernas, arrepios de frio, mal estar, etc, etc. Feita estúpida este sábado resolvi falar com a médica da clínica a ver se me podia ajudar. Se o arrependimento matasse tinha ficado ali esticadinha no mesmo minuto em que abri a boca. "Ah vamos aumentar o peso porque anda com as tensões muito baixas e é por causa disso" disse a médica eu ainda tentei explicar que não tinha nada a ver com as tensões uma vez que apesar de estarem baixas eu tenho me sentido bem no que diz respeito às tensões e até conseguia ir abaixo do peso 400 gramas no fim do tratamento... "não, não, não, e não vamos subir porque eu é que sou a médica e é que sei". Fiquei f.... mesmo, no seu maior esplendor apeteceu-me mandar dois berros ou até mesmo arrancar as agulhas do tratamento... mas não o fiz infelizmente por uma questão de…

Olá Setembro...

Geralmente considero como um novo início. Uma nova oportunidade. Vamos ver como vai ser a partir de hoje até ao fim do ano. Setembro querido vê só o que te peço... dá-me paz, calma, sorrisos, abracinhos bons e se por algum momento houver momentos mais tristes em que eu tenha vontade de desistir tu dá-me força, fé e coragem para seguir em frente mais uma vez. Por isso Setembro sê bem vindo!!!

Adeus Maio...