Avançar para o conteúdo principal

"La casa de papel"...




Pois esta mais do que visto que o que é bom acaba depressa.
E assim é.
Acabou-se.
Ouvi dizer que ia existir 2ª temporada, mas sinceramente não sei.
Já à bastante tempo que uma série não me prendia com tanta intensidade e curiosidade.
Simplesmente adorei.
Aquele jogo psicológico e de força, aqueles pormenores tão bem pensados, aquela dúvida do "será que vão conseguir" que deixam um certo nervosismo para quem esta a ver.
Ainda por cima em Espanhol que eu adoro.
Tem um elenco fenomenal, embora eu tenha preferência por três pessoas em particular, Alba Flores que faz de Nairobi, Álvaro Morte, o famoso professor e adorei o desempenho Pedro Alonso que faz de Berlin, destaco estes três porque foram os que gostei mais, embora tenha que concordar que o resto do elenco é muito bom.
A banda sonora além de viciante é qualquer coisa de muito bom, fica no ouvido e se tiverem um terço da minha curiosidade vão dar por vocês à procurar das músicas desta série. 
Só tenho a dizer fenomenal, quem ainda não viu e tiver hipótese vejam vale a pena.
É excelente mesmo.

Mensagens populares deste blogue

Post chato como a putassa ou putaça...

... não sei, escolham a que quiserem.  Desde sábado que ando arreliada e chateada, comigo mesma e não só. Já ando à 3 semanas com muitas dores no corpo, principalmente costas e pernas, arrepios de frio, mal estar, etc, etc. Feita estúpida este sábado resolvi falar com a médica da clínica a ver se me podia ajudar. Se o arrependimento matasse tinha ficado ali esticadinha no mesmo minuto em que abri a boca. "Ah vamos aumentar o peso porque anda com as tensões muito baixas e é por causa disso" disse a médica eu ainda tentei explicar que não tinha nada a ver com as tensões uma vez que apesar de estarem baixas eu tenho me sentido bem no que diz respeito às tensões e até conseguia ir abaixo do peso 400 gramas no fim do tratamento... "não, não, não, e não vamos subir porque eu é que sou a médica e é que sei". Fiquei f.... mesmo, no seu maior esplendor apeteceu-me mandar dois berros ou até mesmo arrancar as agulhas do tratamento... mas não o fiz infelizmente por uma questão de…

Olá Setembro...

Geralmente considero como um novo início. Uma nova oportunidade. Vamos ver como vai ser a partir de hoje até ao fim do ano. Setembro querido vê só o que te peço... dá-me paz, calma, sorrisos, abracinhos bons e se por algum momento houver momentos mais tristes em que eu tenha vontade de desistir tu dá-me força, fé e coragem para seguir em frente mais uma vez. Por isso Setembro sê bem vindo!!!

Adeus Maio...