Avançar para o conteúdo principal

Esta coisas das regras não serem iguais para todos...

Deixa-me logo indisposta.
Detesto.
Tão simples quanto isto.
Chego mesmo a ficar "cega", nem sei o que me apetece fazer quando as pessoas só sabem usar o "eu, eu, eu e eu".
E isto aplica-se em tudo na vida.
Quando comecei os tratamentos na clínica que ando disseram-me que segundo as regras, se algum dos nossos companheiros fosse transplantado, morresse ou mudasse de clínica que iríamos avançar, mudando assim de lugar.
Pois bem ando lá há 8 anos e sempre que me mandaram mudar de lugar eu mudei, eu e os meus colegas.
Houve um senhor do nosso turno que foi transplantado, logo a "rodada" a que ele pertencia avança uma cadeira, pois o fulano que vem comigo na ambulância, cismou que não ia mudar, simplesmente porque alguém lhe foi perguntar se ele queria mudar.
Primeiro segundo as regras não existem quereres nem meios quereres.
Segundo as regras devem de ser iguais para todos.
Terceiro regra geral já espero por ele 1:30h/1:50h se ele avançasse o respetivo lugar ia sair bem mais cedo, logo não teria que estar  tanto tempo à espera dele.
Já são muitos anos, dia atrás de dia à espera e chega a oportunidade de sair mais cedo e sua excelência não quer.
E eu s quem lá esta sabemos bem o porque de ele não querer trocar de lugar, porque onde esta controla a sala toda e quer ser o último a sair da sala que é para estar a par de tudo o que lá acontece.
Agora consideração e respeito pelos outros ele não tem.
Mas sem stress que eu já disse o que tinha a dizer na clínica, se uns têm regras os outros também tem que ter.
"Ele não quer mudar", não se trata de querer, devia de mudar como os outros e assunto resolvido, não é cá estar com quereres nem meios quereres.
Depois dizem, "ah ficou chateada"... pois fiquei, porque raio as regras não são iguais para todos? E a esta pergunta fico sempre sem resposta.
Mas o que vale é que não sou só eu com esta reclamação, somos uns quantos.

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Post chato como a putassa ou putaça...

... não sei, escolham a que quiserem.  Desde sábado que ando arreliada e chateada, comigo mesma e não só. Já ando à 3 semanas com muitas dores no corpo, principalmente costas e pernas, arrepios de frio, mal estar, etc, etc. Feita estúpida este sábado resolvi falar com a médica da clínica a ver se me podia ajudar. Se o arrependimento matasse tinha ficado ali esticadinha no mesmo minuto em que abri a boca. "Ah vamos aumentar o peso porque anda com as tensões muito baixas e é por causa disso" disse a médica eu ainda tentei explicar que não tinha nada a ver com as tensões uma vez que apesar de estarem baixas eu tenho me sentido bem no que diz respeito às tensões e até conseguia ir abaixo do peso 400 gramas no fim do tratamento... "não, não, não, e não vamos subir porque eu é que sou a médica e é que sei". Fiquei f.... mesmo, no seu maior esplendor apeteceu-me mandar dois berros ou até mesmo arrancar as agulhas do tratamento... mas não o fiz infelizmente por uma questão de…

Olá Setembro...

Geralmente considero como um novo início. Uma nova oportunidade. Vamos ver como vai ser a partir de hoje até ao fim do ano. Setembro querido vê só o que te peço... dá-me paz, calma, sorrisos, abracinhos bons e se por algum momento houver momentos mais tristes em que eu tenha vontade de desistir tu dá-me força, fé e coragem para seguir em frente mais uma vez. Por isso Setembro sê bem vindo!!!

Adeus Maio...