Avançar para o conteúdo principal

Sobre a minha Páscoa...

Como já tinha dito este ano a Páscoa não foi cá em casa.
O meu tio resolveu fazer o almoço/jantar em casa da minha tia solteira... muito espertinho, assim fica com o apartamento dele limpinho, fez ele muito bem.
Pois o menu este ano, foi digamos que diferente, filetes de pescada com salada russa, picanha, feijão preto, arroz branco e leitão... um menu nada a ver com a Páscoa dizem as más línguas.
Como se não bastasse o meu irmão só me dizia "Páscoa sem cabrito, é como S. João sem sardinhas, não tem jeito nenhum".
E assim foi.
O jantar, bem esse foi os restos do almoço... estão muito poupadinhos, quando vinham cá almoçar/jantar nunca queriam comida aquecida à noite, mas pronto à frente.
Foi mais um almoço, nada de especial, sinceramente.
Já tive Páscoas, bem mais giras e divertidas.
Este ano, foi apenas mais um dia e mais um almoço em família. 
A burrice e falta de estar de algumas pessoas continua ao rubro, lá isso não se pode negar, mas pronto, que fazer... nada né.

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Post chato como a putassa ou putaça...

... não sei, escolham a que quiserem.  Desde sábado que ando arreliada e chateada, comigo mesma e não só. Já ando à 3 semanas com muitas dores no corpo, principalmente costas e pernas, arrepios de frio, mal estar, etc, etc. Feita estúpida este sábado resolvi falar com a médica da clínica a ver se me podia ajudar. Se o arrependimento matasse tinha ficado ali esticadinha no mesmo minuto em que abri a boca. "Ah vamos aumentar o peso porque anda com as tensões muito baixas e é por causa disso" disse a médica eu ainda tentei explicar que não tinha nada a ver com as tensões uma vez que apesar de estarem baixas eu tenho me sentido bem no que diz respeito às tensões e até conseguia ir abaixo do peso 400 gramas no fim do tratamento... "não, não, não, e não vamos subir porque eu é que sou a médica e é que sei". Fiquei f.... mesmo, no seu maior esplendor apeteceu-me mandar dois berros ou até mesmo arrancar as agulhas do tratamento... mas não o fiz infelizmente por uma questão de…

Olá Setembro...

Geralmente considero como um novo início. Uma nova oportunidade. Vamos ver como vai ser a partir de hoje até ao fim do ano. Setembro querido vê só o que te peço... dá-me paz, calma, sorrisos, abracinhos bons e se por algum momento houver momentos mais tristes em que eu tenha vontade de desistir tu dá-me força, fé e coragem para seguir em frente mais uma vez. Por isso Setembro sê bem vindo!!!

Adeus Maio...