18 de novembro de 2011

Livro a ler # 1

"Um passado que a perseguia. Um futuro ainda por construir. E um caderno para escrever toda uma vida.«Sou Maya Vidal, dezanove anos, sexo feminino, solteira, sem namorado por falta de oportunidade e não por esquisitice, nascida em Berkeley, Califórnia, com passaporte americano, temporariamente refugiada numa ilha no sul do mundo. Chamaram-me Maya porque a minha Nini adora a Índia e não ocorreu outro nome aos meus pais, embora tenham tido nove meses para pensar no assunto. Em hindi, Maya significa "feitiço, ilusão, sonho", o que não tem nada a ver com o meu carácter. Átila teria sido mais apropriado, pois onde ponho o pé a erva não volta a crescer.»




Ora bem, na realidade não sou lá muito fã da escritora Isabel Allende, não sei não capta a minha atenção a 100% mas á frente, e também não sei porque raio este livro chama a minha atenção, existe algo nele que me atrai profundamente, assim sendo, terei de matar está minha curiosidade, depois se o ler faço post aqui no blog ;) como sempre, fica prometido.